2015/02/26

HUMILHAÇÃO

Pisando relva, olhando o cais de partida, a maré subindo, com as netas pela mão, espiava os seus sorrisos e explicações - Perguntavam os 8 anos da mais velha: "Oh avô, o que é um furacão?" Anteciparam-se-me os 4 anos da mais nova, já seguros de sua ciência: "é um furaco grande!"
Gozava os saberes dos mais novos e os indecisos raios de sol. Ao longe "nítido, clássico à sua maneira" "um paquete entrando". Eis que deparo, caído na amurada, cabeça pendida para o Tejo, um velho, muito velho, mas ainda forte, vomitava. Tentei socorrê-lo: que se passa? Que se passa? Respondeu-me quase um eco.« Então não vê ao que isto chegou!? Este Governo e este Presidente da República? A rendição. estúpida e álacre perante a troica. a HUMILHAÇÃO? Tenho 875 anos. Já passei por muito mas isto é demais. »
Debrucei-me mais, vi-lhe o rosto, as rugas e as longas barbas, num sobressalto reconheci-o, era PORTUGAL.



1 comentário:

heretico disse...

que os vómito se erga em catarse...

abraço